25 junho 2010

Sem medo

Sou sem medo.
Mas sem emoções também.
Sou sem medo.
Mas sem frio na barriga também.
Sou sem medo.
Mas a solidão é minha companheira.
Sou sem medo.
Sou sem ninguém.
Não sou de ninguém.

2 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Bruno Hedi disse...

E eu desconfio que a única pessoa livre, é a que não tem medo.

Enviar um comentário