07 junho 2010

Vida de modelo...

Silenciosamente acordou.
Havia um homem dormindo ao seu lado.
Lembrava-se vagamente daquele rosto.
Arrastando-se, levantou e procurou se ambientar. Onde estava? O que fazia naquele quarto luxuoso, com um homem que não se lembrava? Levantou-se. Estava nua. Sentiu um certo pudor. Não que a nudez a intimidava. Ao contrario. Com um corpo magnifico, belas pernas, rosto exótico, tinha o mundo aos seus pés. O pudor era de perceber que não se lembrava como havia ido parar ali. Logo ela, que havia prometido ser fiel ao namorado, que ate a semana passada ainda a beijava e chamava de meu bem. Bom, alem do amor que sentiam eles não tinham quase nada em comum. Um rapaz simples, morava em um bairro simples, de uma beleza simples, e sonhos simples. Ela, ao contrario, em toda sua juventude sonhava em alçar voo, conquistar o mundo.
Arrastou-se ate o banheiro. Precisava urgente urinar. Sentou-se na privada, agradecendo a Deus por nao precisar ir ate o banheiro mal cheiroso da quitinete que dividia com as três amigas. Precisava dar um faxina la, se lembrou. Mas estragar as unhas postiças caríssimas que havia colocado? Na próxima semana, quem sabe.
Aos poucos foi se recordando. A amiga Katia havia ligado em seu celular, quando ainda estava voltando pra casa, após percorrer quase todas as lojas do Shopping distribuindo curriculuns. Ainda preferia ir ao Shopping pois tinha certeza que algum olheiro a iria descobrir qualquer dia.
A amiga havia descolado dois super convites para uma festa na Grande Mansão. E adivinha quem estaria la? O Sr. Maciel. Viva...a grande chance que precisavam. Simplesmente era o nome mais badalado nas grandes agencias de modelos, revistas, blogs de moda em tudo onde se falava em beleza e glamour. Capricho no visual, la se foram elas.
Festa glamourosa. Duas lindas garotas, em vestidos exuberantes, maquiagem perfeita. Podia sentir os olhares masculinos de desejo e perceber os femininos de inveja.
Noite adentro, drinques, apresentações, sorrisos. Logo estavam no centro de um grupo de homens.Os assuntos eram diversos. Crise mundial, carros, conquistas amorosas, viagens a lugares paradisíacos. Quase meia-noite, e ela percebeu uma leve tontura. Mas nao era desagradável. Ajudava a relaxar e colocava um sorriso sensual em seus lábios. Aprendera, em uma revista feminina, que os homens gostam de mulheres bem humoradas. Uma hora da manha, as pessoas ja falavam mais alto. Sentiu um toque em seu ombro. Era a amiga, apresentando-lhe o Sr. Maciel. Bem, nao era tao jovem quanto aparecia nas revistas e televisao. Mas era o Homem que iria abrir-lhe as portas das passarelas, e junto com elas todo o glamour, fama e dinheiro que tanto sonhava.
Em seus lábios o melhor sorriso, uma sensualidade no olhar...
Acordou neste quarto.
Levantou-se da privada. Pela cortina cortina branca e fina, viu o sol beijando timidamente a manha. Precisava sair dali. Lavou do rosto a maquiagem borrada. Era bela. Mas havia perdido o brilho no olhar. Sentiu náuseas, quis vomitar. Nao tinha tempo.
Rapidamente se vestiu, desejando os shorts velhor e a camiseta rosa larga.
Abriu a porta e estava saindo, quando ouviu uma voz lhe chamando...
Ei, Psiu, Garota... seu pagamento.
Voltou-se, olhou para aquele homem.
Aproximou-se, e silenciosamente, pegou o dinheiro e foi-se embora.

2 comentários:

Luis disse...

Essa modelo aí tomou aquele boa noite cinderela!

Luis disse...

A FAMA pode nos levantar e nos fazer cair ,conforme nosso modo de pensar/acoes .Achei o seguinte ela devia ficar com o namorado simples,mas com sonhos,do que alcar voo sozinha.Porque com o namorado seria igual um aviao devagarzinho ia subindooo os sonhos e tao logo seriam concretizados no coracao e alma de amboss.bjs

Enviar um comentário